Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Integração de dados das FAPs é tema de workshop
Início do conteúdo da página
Segunda, 28 Janeiro 2019 13:04

Integração de dados das FAPs é tema de workshop

Participaram da reunião Hélia Chaves e Lilian Tomé, ambas na foto, além de Washington Segundo, Rogério Castilho e Lucca Ramalho, que trabalham no IBICT Participaram da reunião Hélia Chaves e Lilian Tomé, ambas na foto, além de Washington Segundo, Rogério Castilho e Lucca Ramalho, que trabalham no IBICT CCS/CAPES

O Workshop de Conhecimento das Perguntas Estratégicas reuniu representantes de instituições federais e estaduais na CAPES, em 24/01, com o objetivo de fazer um estudo técnico para melhorar o CONFAP-CRIS, um programa de integração de dados das Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs).

O programa deve coletar e integrar informações das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa como apoio às ações de internacionalização das bases brasileiras de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI). Além disso, serve para apoiar estrategicamente a tomada de decisão em gestão da CTI no País.

A necessidade de integrar esses dados surgiu a partir de discussões feitas no Consórcio Nacional de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (CONECT), que reúne várias agências federais e estaduais. Talita Oliveira, coordenadora geral de Atividades de Apoio à Pós-Graduação da CAPES, explicou que ao perceberem a inexistência de um sistema central que organizasse essas informações, foi criado esse projeto em paralelo, “para organizar todos os dados da FAPs, de forma a ter um ponto de integração com os sistemas federais”.

José Ricardo de Santana, diretor de Cooperação Institucional do CNPq, comentou que a pré-disposição para discutir conceitos, montar as bases, oferecer todos os instrumentos e pensar o que tem que alterar nos respectivos sistemas, para que a integração, de fato, funcione” é fundamental para se alcançar o objetivo do programa. Este aspecto foi reforçado por Maria Zaíra Turchi, presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP). Ela explica que a integração dos dados das FAPs pode “dar elementos para que tenhamos políticas públicas relevantes, para que avance em parcerias, demonstrando a necessidade de continuar e ampliar estes investimentos com organismos nacionais e internacionais”.

Woskshop
O evento aconteceu na CAPES e reuniu representantes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Entre as FAPs estaduais, participaram as Fundações de Amparo à Pesquisa dos estados de Goiás (FAPEG), de São Paulo (FAPESP), do Rio Grande do Sul (FAPERGS), de Minas Gerais (FAPEMIG), de Pernambuco (FACEPE), do Espírito Santo (FAPES) e da Bahia (FAPESB).

 

Redação CCS/CAPES

Última modificação em Segunda, 28 Janeiro 2019 13:12
Fim do conteúdo da página