Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Mostrando itens por marcador: economia circular
Início do conteúdo da página

“Temos atuado fortemente na criação de metodologias para temáticas como a Avaliação do Ciclo de Vida, a economia circular e a mineração. Tudo isso gera demandas de informações. Vale considerar que uma das nossas habilidades é a gestão da informação”, afirmou a diretora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), Cecília Leite, durante a abertura do Seminário “Mineração Urbana e Economia Circular na Mineração”, realizado no Ministério de Minas e Energia (MME), no dia 16 de outubro.

“A partir do trabalho conjunto de instituições como as que estão realizando o evento é que poderemos trocar conhecimentos e colaborar para a construção de políticas públicas na área, sempre visando o social e a prestação de serviços ao cidadão”, acrescentou a diretora do Ibict. O seminário foi resultado da parceria entre MME, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), Ibict e Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) *.

“Queremos trazer uma nova realidade para a mineração, oferecendo para a população um setor com compromisso e responsabilidade, principalmente na questão ambiental”, afirmou a secretária-executiva do Ministério de Minas e Energia, Marisete Dadald, também presente na abertura do seminário, onde foram tratados assuntos relacionados ao aproveitamento de fontes de matérias-primas em meio aos resíduos gerados pela sociedade.

Em seu discurso de abertura, Marisete Dadald falou sobre as parcerias que estão sendo realizadas entre o MME e o MCTIC, que têm trazido benefícios para o setor mineral. “O trabalho conjunto e as orientações do Governo Federal têm gerado diversas ações no sentido de oferecer para a sociedade um sistema produtivo que agrega valor”, afirmou.

Integração de ações

O diretor do Departamento de Transformação e Tecnologia Mineral, da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (DTTM/SGM) do MME, Enir Mendes, explicou durante o evento que é necessário integrar instituições públicas, academia, entidades de pesquisa e empresas e dessa forma trazer resultados econômicos, sociais e ambientais para a sociedade.

Segundo o diretor, a parceria entre MME, MCTIC, CETEM, Ibict e IBRAM deve ser ampliada com a participação de outros atores para avançar na formulação de políticas de suporte à gestão integrada dos resíduos, com foco na sua reinserção como novo insumo na cadeia produtiva. “Há a necessidade de trabalhar de forma colaborativa na proposição de soluções para o descarte, coleta, armazenagem, reuso e reciclagem dos resíduos da mineração urbana”, afirmou Mendes.

Ainda segundo o diretor (DTTM/SGM), outro ponto importante que precisa ser levado a debate é a proposição de uma regulamentação específica para o setor. “Essa é uma questão sensível e que precisa ser abordada. Devemos atuar ainda na proposição de medidas e soluções para o aproveitamento dos resíduos urbanos dentro desse novo conceito que agrega a mineração urbana”, finalizou.

Além da participação de pesquisadores na organização, apoio e presença no evento, o Ibict também esteve representado por Tiago Braga, responsável pela Coordenação-Geral de Tecnologias de Informação e Informática do Ibict, que coordenou o painel “Regulamentação da Economia Circular e Aspectos da Mineração Urbana”.

O painel contou com a participação de Sérgio Monforte, da Confederação Nacional da Indústria (CNI); Alexandre Gobbo, da GeoCidades Consultoria e Planejamento; Diego Iritani, da Upcycle Brasil; e Daniel Chang, da Secretaria de Políticas para Formação e Ações Estratégicas do MCTIC.

Entre os temas debatidos no painel, destaca-se a relação entre políticas públicas e sustentabilidade. Alexandre Gobbo, que discutiu sobre a avaliação do estado atual da economia circular para o desenvolvimento de um mapa do caminho para o Brasil, Chile, México e Uruguai, explicou que um importante problema a ser considerado é a relação entre o setor urbano e a grande produção de resíduos. “É preciso pensar não apenas em uma logística reversa, mas que também seja contínua em relação ao assunto. Essas soluções devem envolver toda a cadeia produtiva. Demanda muita articulação e internalização dos conceitos de economia circular, bem como estruturas de cooperação e criatividade”, explicou.   

* Sobre a organização do evento: Com apoio da ONU-Habitat, do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer e da Secretaria de Tecnologias Aplicadas do MCTIC, o evento foi organizado pelos membros participantes do grupo de estudo Mineração Urbana e Economia Circular na Mineração, composto pela Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (SGM/MME), Ibict/MCTIC, Secretaria de Empreendedorismo e Inovação (SEMPI/MCTIC), CETEM/MCTIC e IBRAM.

 

Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social
Com informações da ASCOM do MME

Publicado em Notícias

A primeira edição do Seminário Mineração Urbana e Economia Circular na Mineração vai acontecer no dia 16 de outubro de 2019, no auditório térreo do Ministério de Minas e Energia – MME, das 8h30 às 18h, e tem por objetivo reunir atores e empresas que atuam nesse tema a fim de estabelecer parcerias, integrar as diversas iniciativas em escala piloto e abordar a questão em caráter nacional.


Com apoio da ONU-Habitat, do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer e da Secretaria de Tecnologias Aplicadas (MCTIC), o evento é organizado pelos membros participantes do grupo de estudo Mineração Urbana e Economia Circular na Mineração, composto pela Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (SGM/MME), Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Ibict/MCTIC), Secretaria de Empreendedorismo e Inovação (SEMPI/MCTIC), Centro de Tecnologia Mineral (CETEM/MCTIC) e Instituto Brasília Ambiental (IBRAM).


As inscrições são gratuitas e devem ser feitas neste link ou no QR Code abaixo:

Programação


8h – 8h30 – Credenciamento
8h30 – 9h – Abertura
Ministério de Minas e Energia
Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
Centro de Tecnologia Mineral
Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Instituto Brasileiro de Mineração

Painel 1 – Regulamentação da Economia Circular e Aspectos da Mineração Urbana
Moderador: Tiago Braga – Ibict/MCTIC
9h – 9h15: Davi Bomtempo – CNI
9h15 – 9h30: Alexandre Gobbo – GeoCidades Consultoria e Planejamento
9h30 – 9h45: Diego Iritani (Upcycle Brasil) – Oportunidades de negócio para mineração com a Economia Circular
9h45 – 10h: Bruno Nunes – SEFAE/MCTIC
10h – 10h30: Debate
10h30 – 10h50: Intervalo

Painel 2 – Mineração Urbana e Tecnologias para a Recuperação de Materiais
Coordenador: Enir Mendes – SGM/MME
10h50 – 11h05: José Andrade Rocha da Silva – CTI/MCTIC
11h05 – 11h20: Lúcia Helena Xavier (CETEM/MCTIC) – Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos
11h20 – 11h35: Ellen Giese (CETEM/MCTIC) – Biotecnologia para a Mineração Urbana
11h35 – 11h50: Sílvia França (CETEM/MCTIC ) – Reaproveitamento de Água em Processos Minerais
11h50 – 12h30: Debate
12h30 – 14h: Intervalo para Almoço

Painel 3 – Casos Nacionais
Coordenadora: Lúcia Helena Xavier – CETEM/MCTIC
14h – 14h15: Ricardo Rodrigues (UMICORE) – Recuperação de metais nobres
14h15 – 14h30: José Cristovam (VERTAS) – Gestão de resíduos eletroeletrônicos
14h30 – 14h45: Fernando Perfeito – GREENK
14h45 – 15h: Rafael Vicente P. Ferreira (Itatijuca Biotech) – Recuperação biotecnológica de metais em resíduos eletrônicos: Status da tecnologia e perspectivas
15h – 15h15: Carlos Ohde – Flextronics
15h15 – 15h30: Tiago Lima – Baterias Moura
15h30 – 16h: Debates e Encaminhamentos
16h: Encerramento

 

 Seminário Mineração Urbana e Economia Circular na Mineração

 Data: 16 de outubro de 2019 – 8h30 às 18h
 Local: Auditório térreo do Ministério de Minas e Energia – MME – Esplanada dos Ministérios Bloco U – Brasília    

 

 

Publicado em Notícias
Fim do conteúdo da página