Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Mostrando itens por marcador: cecilia leite
Início do conteúdo da página

O ministro Marcos Pontes anunciou, em cerimônia realizada na noite de 20 de maio, o lançamento do portal #CiênciaMCTICnoCombate #COVID19, uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que conta com atuação direta do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).

O evento aconteceu no auditório do MCTIC e contou com a participação da diretora do Ibict, Cecília Leite, do secretário executivo do MCTIC Julio Semeghini, do presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Evaldo Vilela e do deputado federal Cezinha de Madureira. Participaram ainda, por videoconferência, a diretora e representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil, Marlova Noleto e do presidente da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC), Sigmar Rode.

Com o objetivo de sistematizar e disponibilizar informações científicas sobre a COVID-19, o portal servirá como um agregador de ações do Ibict, bem como de outros órgãos de apoio ou unidades vinculadas ao MCTIC, que estejam lidando com o tema e que possam auxiliar a sociedade a ter acesso oficial e de qualidade a dados sobre a pandemia.

Para Marcos Pontes, a única arma para combater a pandemia é a ciência. “Tenho certeza que este portal vai ser extremamente importante para alavancar as pesquisas e para trazer informações rápidas. Um portal como este tem uma capacidade gigantesca de ajudar nossos cientistas e nossa sociedade a conhecerem melhor este problema e encontrar soluções”, relata o ministro.

Cecília Leite, diretora do Ibict, afirma que a parceria com o MCTIC para o desenvolvimento do portal “é uma grande oportunidade de poder reunir as informações existentes sobre o coronavírus e facilitar o trabalho de pesquisa, mas também de deixar muito clara a importância da ciência da informação neste momento”.

A estrutura do portal

O portal é dividido em quatro áreas: Rede Vírus MCTIC, com atividades promovidas pelo ministério; Infográfico Interativo, que permite a visualização de dados relacionados à COVID-19; Universo Científico, com ações de disseminação de informações científicas para pesquisadores e Ciência em Casa MCTIC, com atividades científicas, jogos e informações destinadas a levar à população o conhecimento científico de forma lúdica.

Rede Vírus MCTIC é um comitê de assessoramento estratégico que reúne especialistas, representantes de governo, agências de fomento do ministério, centros de pesquisa e universidades cujo objetivo é integrar iniciativas em combate a viroses emergentes. Criada pelo MCTIC, a rede atua na articulação de laboratórios de pesquisa, com foco na eficiência econômica e na otimização e complementaridade da infraestrutura e de atividades de pesquisa, em especial com o coronavírus.

No Infográfico Interativo, baseado no Sistema Aberto de Observatório para Visualização de Informações (Visão), será possível obter dados e informações oficiais e atualizadas por estado relacionadas à pandemia e permite a interação com outros tipos de dados oficiais, como população por faixa etária, lista de hospitais de referência, além de ser possível a aplicação de filtros geográficos. Há também uma linha do tempo em que são organizadas informações cronológicas de diversas fontes relacionadas à COVID-19.

Em Universo Científico são apresentadas ações relacionadas à pesquisa na temática do coronavírus, que podem ser acessadas a partir de nove categorias: Diretório de fontes de informação científica de livre acesso sobre o coronavírus, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da UNESCO; Rede de especialistas e pesquisas; Repositório de pré-prints EmeRI, com apoio da ABEC; Observatório de evidências científicas sobre a COVID-19; lista de fontes de fomento; perfil bio-bibliográfico de especialistas brasileiros que estudam a doença; lista de portais sobre a COVID-19 pelo mundo; Acessibilidade – COVID-19, com informações sobre a doença para comunidades de cegos e de surdos; e o Boletim Temático do Observatório de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Já o Ciência em Casa MCTIC traz grande parte do conteúdo do Canal Ciência do Ibict, com atividades científicas, jogos e informações apresentadas de forma lúdica e divertida para alunos e professores de ensino fundamental e médio que estão em casa no período de isolamento.

O portal também está formando um banco de voluntários com pessoas que já contraíram o vírus COVID-19 e estão recuperadas, não apresentando carga viral.

O projeto foi liderado pela equipe do Gabinete do MCTIC com atuação direta da Secretaria de Políticas para Formação e Ações Estratégicas (SEFAE) e pela diretoria do Ibict, por meio da Coordenação-geral de Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos (CGNP), pela Coordenação-geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos Consolidados (CGPC) e pela Coordenação-geral de Tecnologias da Informação e Informática (CGTI).

Clique aqui para acessar ao portal.

Lucas Guedes
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) marcou presença no evento Acesso Fiat, com a apresentação do projeto Vida em Movimento.  O evento, realizado sábado, 23 de novembro, no espaço Quintal, no Clube de Golfe de Brasília, foi promovido pela montadora Fiat com o objetivo de levar informações sobre questões de acessibilidade para pessoas com deficiência e pessoas com doenças raras , como leis, direitos e benefícios.

 

Em um bate papo descontraído, conduzido pelo radialista Toninho Pop, Bianca Amaro, coordenadora geral de pesquisa e manutenção de produtos consolidados do Ibict e coordenadora do projeto, e Natan Monsores, coordenador do Observatório de Doenças Raras da Universidade de Brasilia (Unb), instituição parceira,  falaram da proposta do projeto, das razões dele existir, dos desafios e da importância da união com outras instituições.

 

Na ocasião, apresentaram o portal Vida em Movimento, ainda em fase de desenvolvimento, como uma das ações do projeto cuja proposta é ser um espaço de apoio online, interativo e com informação confiável, onde as pessoas que vivem e convivem com as doenças raras e/ou as deficiências, sejam elas afetadas, familiares, profissionais ou estudiosas do tema, possam se sentir atendidas. Nele o usuário pode encontrar informações de maneira simples e clara, tais como direitos, benefícios, pesquisas científicas, orientações e serviços, ou ainda, trocar vivências e tirar dúvidas.

 

Para Natan Monsores, Vida em Movimento vem ao encontro da solução para um dos maiores desafios que este setor enfrenta, que é traduzir o conhecimento. “É fundamental trazer os termos do “cientifiquês” e do “mediquês”, muitos até impronunciáveis, para uma linguagem acessível para o grande público, de forma palatável e de fácil compreensão. Poder contar com um portal assim, que disponibiliza as informações de forma clara e em acesso aberto, é um grande avanço para todos que lidam com estas condições.”, explicou  

 

Já Bianca Amaro, radiante com os benefícios que este encontro representa, destacou que parcerias como está, com interlocutores que trabalham com o conteúdo, são de grande valia para o desenvolvimento do projeto, pois vêm a somar com a especialidade do Ibict, que é de organizar e disseminar informações. Para ela, a missão do portal de ser uma vitrine e ferramenta de apoio representa um grande diferencial no universo das doenças raras e deficiências. “Nada melhor do que saber que você não está sozinho e que tem um espaço acolhedor, com respaldo institucional de entidades idôneas da área de pesquisa, para se informar, se apoiar e compartilhar sua luta.”, pontuou Bianca.

 

Segundo Cecília Leite, Diretora do Ibict, a instituição está trabalhando para que o portal possa estar em pleno funcionamento ainda no primeiro semestre de 2020, atendendo a carência de informações confiáveis desta camada da população. “Para que o Portal Vida em Movimento possa alcançar seu objetivo, de ajudar e orientar este público, como portal de referência, será necessária a colaboração de todos os setores da Sociedade para a sua alimentação contínua e ampla divulgação.” , disse a diretora.

 

Cláudia Andrade

Núcleo de Comunicação Social

Publicado em Notícias

A 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) iniciou nesta segunda-feira (21) milhares de atividades em todo o Brasil para aproximar crianças, jovens e adultos da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Na cerimônia de abertura do evento, realizada no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, destacou que o objetivo da iniciativa é desmistificar a ciência e inspirar as novas gerações.

“Um evento como esse traz a ciência para próximo das pessoas de maneira desmistificada, para derrubar aquela ideia de que ciência é algo que ninguém entende. Aqui a gente tem a possibilidade de as pessoas verem a ciência e tecnologia como parte do seu dia a dia. Eu espero que muitas escolas visitem os estandes, onde essas crianças e jovens vão ter inspiração para sua escolha para o futuro”, destacou.

Para reforçar a importância da presença de crianças e adolescentes na ciência e tecnologia, na abertura da SNCT, o ministro contou que, durante sua infância, realizava visitas para assistir a Esquadrilha da Fumaça, no interior de São Paulo. Conforme o ministro, as visitas e a receptividade com a qual ele, então criança, era recebido, foram fundamentais para o trabalho no futuro, com a Força Aérea Brasileira. 

“A ciência está no nosso dia a dia, em cada coisa que nós fazemos. Nesse sentido, o MCTIC é uma espécie de caixa de ferramentas que pode colaborar com várias áreas e organizações. A ciência e a tecnologia são fundamentais para criar soluções e ajudar para o crescimento do país”, acrescentou o ministro Marcos Pontes.

O ministro também revelou que o tema da SNCT para o ano que vem será Inteligência Artificial. “Nós estamos nos preparando para fazer o lançamento de oito laboratórios de inteligência artificial no Brasil. Sendo um deles focado na fronteira de inteligência artificial e segurança cibernética e sete deles de IA aplicada ao agronegócio, à saúde, a cidades inteligentes. Então ‘Inteligência Artificial: a Nova Fronteira da Ciência Brasileira’ será nosso tema”, disse.

A cerimônia contou também com o lançamento de um selo personalizado e um carimbo comemorativo dos Correios, feitos especialmente para a 16ª SNCT, além de uma homenagem ao jovem Victor Fellipe Souza Silva, vencedor do concurso de desenhos que elegeu a identidade visual da 16ª SNCT. O aluno entregou uma caixa cheia de cartas de estudantes da Escola Municipal Clóvis Guerra, de Anápolis (GO), convidando o ministro Marcos Pontes a visitar a instituição.

Ibict na SNCT – A diretora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), Cecília Leite, presente durante as celebrações de abertura da SNCT, explicou a importância de o Instituto estar representado no evento.

“É a oportunidade de mostrarmos para o grande público que vem aqui, especialmente as crianças e os adolescentes, o que significa informação em ciência e tecnologia e como ela é fundamental para que todos os seguimentos da ciência e tecnologia possam crescer. Isso porque sem informação, sem integração de informação e sem organização da informação, o conhecimento também não se organiza”, explicou a diretora

O Ibict estará presente na SNCT com um estande e atividades diversas como palestras, jogos e oficinas voltadas para crianças e adolescentes. No estande, o Canal Ciência realizará jogos com atividades em ciência e tecnologia e uma oficina sobre internet, navegação e informação.

Além das atividades do Canal Ciência, o Ibict vai levar o jogo “Feche o Ciclo”, uma iniciativa conjunta da equipe de pesquisadores da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) do Ibict e da Coordenação Geral de Bioeconomia do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Serviço

Semana Nacional da Ciência e Tecnologia no DF

Participação do Ibict:

Data: 21 a 27 de outubro

Horário: das 9h às 20h de segunda a sábado; das 10h às 17h no domingo

Local: Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade

Entrada gratuita

Confira a programação da 16ª SNCT no site https://snct.mctic.gov.br

 

Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social
Com informações da ASCOM do MCTIC

Foto: Márcio Nascimento (ASCOM/MCTIC)




Publicado em Notícias
Fim do conteúdo da página