Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Confira o volume 4 da revista LALCA
Início do conteúdo da página
Sexta, 19 Junho 2020 13:00

Webinar destacou o papel da Ciência Aberta e Governo Aberto face à pandemia do novo coronavírus

Webinar destacou o papel da Ciência Aberta e Governo Aberto face à pandemia do novo coronavírus Divulgação

Foi realizado, no dia 17 de junho, o 2º Encontro Nacional de Ciência Aberta e Governo Aberto, com o tema “O papel da Ciência Aberta e Governo Aberto face à pandemia do novo coronavírus (COVID-19)”. O webinar refletiu sobre a importância da abertura dos dados no enfrentamento à pandemia e suas perspectivas, barreiras e usos de dados governamentais abertos para a saúde da sociedade.

O evento foi realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) é um dos parceiros na organização, ao lado da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e a Rede Nacional de Pesquisa (RNP).

O webinar contou com a participação da diretora executiva da Open Knowledge Brasil (OKBR), Fernanda Campagnucci, e do coordenador do Programa de Computação Científica da Fiocruz, Daniel Villela. O coordenador de Informação e Comunicação da Fiocruz, Josué Laguardia, foi o mediador da roda de conversa.

Fernanda Campagnucci, Diretora-executiva da Open Knowledge Brasil, abordou o tema transparência em tempos de pandemia. Ela ressaltou as dimensões que envolvem a questão dos dados da pandemia, como a infraestrutura de coleta de dados e testes, compras e medidas emergenciais, direito à privacidade e restrições à Lei de Acesso à Informação.

A Open Knowledge Brasil criou um site(https://transparenciacovid19.ok.org.br/) para avaliar o grau de transparência dos dados por estado no Brasil. “A pandemia de Covid 19 evidencia mais uma vez a importância de ver os dados e informações da saúde de um lado como dever público do Estado e por outro lado como direito dos cidadãos de ter acesso rápido e transparente. Gestores e profissionais da saúde precisam dessas informações disponíveis de forma clara e transparente”, diz Campagnucci.

Daniel Villela lembrou os benefícios da Ciência Aberta. “A Ciência Aberta aumenta o fluxo de informações, tanto entre cientistas e as instituições, mas também um repasse de conhecimento para a sociedade entender melhor o que é a ciência, os resultados. Está claro no momento atual o que é esse papel de estar transmitindo informações seguras e confiáveis para a sociedade”, ressalta o pesquisador da Fiocruz.

Atualmente Villela realiza análises populacionais da dinâmica da Covid-19. Ele ressaltou que dados transparentes são fundamentais para avaliação do momento e na tomada de decisão sobre políticas de saúde pública. “O ideal é que a transparência seja a maior possível”, diz o pesquisador. Como exemplos para decisões sobre medidas, ele cita as necessidades de analisar se há tendência de redução de casos ou óbitos, avaliar a capacidade do sistema de saúde e a coleta de dados de testagem para conhecer o estágio atual da epidemia.

O encontro é resultado das ações da Fiocruz no âmbito do 4º Plano de Ação Brasileiro (2018-2020), da Parceria pelo Governo Aberto (Open Government Partnership – OGP), que tem o compromisso de “estabelecer mecanismos de governança de dados científicos para o avanço da ciência aberta no Brasil”.

O webinar pode ser assistido na íntegra pelo canal da Fiocruz no Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=2iDD2sNBF64

Carolina Cunha

Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Última modificação em Sexta, 19 Junho 2020 15:57
Fim do conteúdo da página