Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Mostrando itens por marcador: lixao
Início do conteúdo da página
Terça, 09 Março 2010 12:25

Projeto Luso-Brasileiro de Acesso Livre

Um projeto luso-brasileiro de acesso livre foi discutido com representantes do Ministério de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) de Portugal, e do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), unidade de pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia do Brasil. Segundo Eloy Rodrigues, da Universidade do Minho, este é o primeiro passo para uma parceria mais ampla com outros países lusófonos, como Moçambique e Angola. A ideia, segundo ele, é integrar os dois portais de repositórios, o Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP) e o Oásis.Br do IBICT.

Eloy Rodrigues explicou que o acesso livre tornará possível que o pesquisador de um país possa acessar simultaneamente o portal da outra nação parceira, aumentando a visibilidade, a acessibilidade e a difusão dos resultados das atividades científicas de ambos os países. O processo, inclusive, facilitará a gestão da informação sobre a produção científica de cada nação.

Durante a reunião, que contou com a presença do coordenador geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos Consolidados do IBICT, Hélio Kuramoto, da coordenadora dos laboratórios de Metodologias de Tratamento e Disseminação da Informação, Bianca Amaro de Melo, da professora do Departamento da Ciência da Informação da Universidade de Brasília (UnB), Marisa Brashcer, bem como de técnicos do instituto, além do representante português João Moreira, foi definido o plano de trabalho, o calendário das atividades e as metodologias do projeto luso-brasileiro. Também foi discutida a forma como deverão ser concretizadas as ações constantes no memorando de entendimento assinado pelos ministros da Ciência de Portugal e do Brasil. Foi ainda partilhada informação sobre a situação e as iniciativas relacionadas com o acesso livre e os repositórios em Portugal e no Brasil.

O RCAAP, de acordo com Eloy Rodrigues, é uma iniciativa da Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC), concretizada pela Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), disponibilizando mais um serviço avançado sobre a Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade (RCTS) gerida pela FCCN. A execução do projeto conta com a participação científica e técnica da Universidade do Minho , sendo financiado pelo Programa Operacional Sociedade do Conhecimento e pela UMIC.

“O RCAAP tem cerca de 30 repositórios, desde a sua criação em junho de 2008. A Universidade do Minho e os repositórios do Minho já participaram do projeto europeu Driver e, portanto, do portal europeu, que agrega cerca de 250 repositórios”, acrescentou.

Para saber mais sobre o RCAAP, basta acessar o endereço eletrônico: projecto.rcaap.pt Por esse endereço o leitor pode checar ainda o blog e a página do Twitter do RCAAP.

Núcleo de Comunicação Social do IBICT
09/03/2010

 

Data da Notícia: 09/03/2010 17:28

Fim do conteúdo da página