Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Mapa da Inclusão Digital (MID)

Histórico

Histórico:

Do ponto de vista histórico, a origem ddo MID remonta a 2006, com a constituição de um cadastro a partir de listagens de organizações contempladas por programas de inclusão digital de caráter público federal, estadual e municipal, todas elas de acesso gratuito. A eliminação de registros duplicados e correção de dados, como os dados referentes aos endereços, por exemplo, requereram desenvolvimento de inúmeras ferramentas e tipologias reunidas no Sistema de Apoio ao MID (Sismid). O cadastro foi ambientado em ferramenta especialmente constituída para tal fim, denominada Mapa de Inclusão Digital (MID), com o objetivo de mostrar as Iniciativas, programas e projetos que apóiam os Pontos de Inclusão Digital (PID) em funcionamento nos municípi os brasileiros e fornecer dados para a formulação de políticas públicas de apoio à inclusão digital.

Em sua fase inicial, a metodologia do MID foi a mesma adotada no estudo realizado pela Unesco em setembro de 2005, com informações coletadas a partir de notícias e sites disponíveis na Internet. Desde então, o IBICT vemn ampliando e atualizando os quantitativos analisados nesse estudo, ao lado de um refinamento conceitual em sintonia com orientações de organismos internacionais voltados para a gestão da sociedade da informação.

Os levantamentos realizados atualmente pelo MID/IBICT representam, portanto, grande avanço em relação ao início do MID. Primeiro, a coleta de dados deixou de ser intermediada apenas por agentes governamentais de inclusão digital, passando a incluir o registro direto de PID, e de tempos em tempos lança pesquisas para conhecer o funcionamento dos centros de inclusão digital no país.

Outro avanço que merece destaque: o censo realizado porta a porta no Estado do Maranhão, iniciativa pioneira e exemplar ao estabelecer metodologia de validação dos dados cadastrais do MID e que se encontra pronta para ser repassada a cada unidade da federação nele representada.