Novembro azulBanner ACVOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

MCTIC ministra oficina de planejamento no IBICT

 

O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) realizou, nesta quinta-feira (18), uma oficina para construção de painéis de contribuição visando a definição dos objetivos estratégicos do instituto e a identificação de seus indicadores de resultados. Essa oficina será aplicada em todas as Unidades de Pesquisa (UPs) do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Na ocasião, foram observados os programas constantes do plano diretor do IBICT e a adequação dos mesmos à realidade atual do instituto, na perspectiva de mantê-los identificados com os objetivos estratégicos do MCTIC.

A oficina foi ministrada pelo consultor Bruno Viotti, diretor de Projetos Finalísticos da Steinbeis-Sibe do Brasil. Ele explicou que a oficina foi de elaboração do Painel de Contribuição do IBICT, sendo que essa etapa faz parte do Projeto Mobiliza do MCTIC, que consiste na implementação do planejamento estratégico. “O Painel de Contribuição é um método utilizado para desdobramento da estratégia que utiliza o modelo Balanced Scorecard – BSC como ferramenta de gestão para resultados e ilustra na forma de um Mapa Estratégico os objetivos de contribuição direta do IBICT para estratégia do ministério”, acrescentou.

José Luís dos Santos Nascimento, coordenador de Planejamento do IBICT, lembrou que no primeiro semestre de 2018, após o encerramento do ciclo de oficinas iniciado no ano passado com o grupo executivo constituído de representantes das unidades de pesquisa e secretarias do MCTIC, foi aprovado pelo ministro de ciência, tecnologia, inovações e comunicações o mapa estratégico do MCTIC, para o período 2018-2022.

Já a diretora do IBICT, Cecília Leite, disse que a oficina foi de extrema valia para o resgate do histórico do instituto. “O próprio ministério não conhece a fundo seus institutos. Então, esta é uma forma de conhecê-los através de uma consultoria que eles próprios contrataram para o Mapa Estratégico do Ministério e para as suas unidades vinculadas, no caso, nós, os institutos,” salientou.

Cecília Leite disse também que os pontos contidos no Mapa Estratégico foram comprovados com os produtos e serviços do IBICT. “Ou seja, foi absolutamente coerente dentro dessa perspectiva de contribuir para o desenvolvimento nacional. Porque nós não trabalhamos especificamente com a área espacial ou com a física, trabalhamos com a informação que todos precisam”, ressaltou.

Para a coordenadora geral do IBICT, Bianca Amaro, “ter essas ações de se pensar o planejamento e repensar o PDU ante as novas configurações do IBICT e a esse novo IBICT que a segunda gestão da Cecília está desenhando é importante”. Bianca acredita que “O IBICT tem uma atuação tão estratégica hoje em um mundo onde a informação é o bem mais precioso e trocado entre as construções dos governos e as ações que são desenhadas para o desenvolvimento de uma nação”.

Carolina Cunha e Daniela Cunha

Núcleo de Comunicação Social do IBICT

Data da Notícia: 19/10/2018 15:10