Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

Cooperação para inovação no setor elétrico une Brasil e Reino Unido

Cooperação para inovação no setor elétrico une Brasil e Reino Unido

Mesa de abertura do seminário

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), em parceria com a Missão Diplomática Britânica no Brasil e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), promoveu o seminário internacional “Inovação Brasil - Reino Unido: uma abordagem para o setor elétrico”, nesta quarta-feira (20), em Brasília.

O seminário faz parte do projeto Políticas de Inovação para o Setor Elétrico, que conta com o apoio do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict). A ação procura diagnosticar e avaliar as diferentes formas de fomento à inovação no ramo da energia, principalmente no setor elétrico, e a eficácia de sua aplicabilidade no Brasil. O projeto foi lançado em 2013 pelo fundo de cooperação do Governo Britânico - o Prosperity Fund.

O Reino Unido hoje ocupa a segunda posição no ranking do índice global de inovação (Global Innovation Index), sendo que nos últimos dois anos subiu oito posições. “Fizemos muito progresso. Investimentos em P&D e inovação contribuíram muito para a recuperação de empresas na crise econômica global de 2010. É possível ver os efeitos positivos diretos na arrecadação líquida e na empregabilidade”, afirma o cônsul-adjunto e diretor do UK Trade & Investment no Rio de Janeiro, Matt Woods.

Sobre o futuro da cooperação entre os países, Woods vê a parceria como duradoura: “Este projeto foi apenas a ponta do iceberg, seguramente. Nosso objetivo é compartilhar conhecimento, trocar experiências e inovar juntos”, observou o cônsul-adjunto.

Os resultados do projeto foram apresentados no seminário pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e o Carbon Trust - organização britânica cuja missão é acelerar a transição para uma economia sustentável de baixo carbono.

O coordenador-geral de Tecnologias Setoriais da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Setec) do MCTI, Eduardo Soriano, afirmou que a parceria com o Reino Unido tem sido uma das prioridades dentro da política do ministério, principalmente na área de energia e inovação. "É um país que realmente trabalha de uma forma bastante interessante e com modelos e abordagens diferentes, o que é bastante importante para o Brasil", ressaltou.

Estiveram presentes representantes de entidades governamentais, organizações britânicas, como Ofgem e Energy Innovation Centre, e brasileiras como a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

 

Victor Almeida

Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Fonte: Embaixada Britânica Brasília,

Créditos da imagem: Embaixada Britânica Brasília

Data da Notícia: 21/05/2015 15:40