Banner ACVCarinianaOasisbr

Sala de Imprensa

Representantes de Guiné-Bissau e Venezuela participam de reunião no Ibict

Representantes de Guiné-Bissau e Venezuela participam de reunião no Ibict

Reunião enrte o Ibict, Guiné-Bissau e Venezuela

 

 

A diretora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), Cecília Leite, recebeu, na tarde dessa quinta-feira (28), a embaixadora de Guiné-Bissau, Eugénia Saldanha, e a conselheira da Embaixada da Venezuela no Brasil, Silvia Dorina Clemant. Participaram da reunião, o assessor da Embaixada de Guiné-Bissau, Raimundo Andrade de Souza; o coordenador-geral de Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos, Arthur Costa; o coordenador-geral de Tecnologias da Informação e Informática, Leonardo Lazarte; o coordenador de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação, Ricardo Rodrigues; a gerente de projetos com fundações de apoio, Valéria Paiva; e a coordenadora do Laboratório de Metodologias de Tratamento e Disseminação de Informação, Bianca Amaro. O objetivo da reunião foi estudar uma possível cooperação internacional para troca de experiências e um projeto conjunto entre o Brasil, Guiné-Bissau, Venezuela e Cuba na área de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A diretora Cecília Leite disse estar muito interessada em levar a expertise do Ibict para países de língua portuguesa e também países integrantes da América Latina. “No caso de Guiné-Bissau, eles sugeriram a criação do Instituto Guineense de Informação em Ciência e Tecnologia, que seria um parceiro congênere do Ibict naquele país.  Já com a Venezuela, o acordo seria  voltado para formação de cursos de pós-graduação da área de Ciência da Informação, além da formação de professores para o uso das novas tecnologias de educação e os repositórios e revistas científicas. Temos uma relação de muitos anos com Cuba. Eles possuem um instituto similar ao Ibict, que se chama Idict, e tem uma missão semelhante da nossa. Gostaríamos de fortalecer ainda mais essa parceria”.

Eugénia Saldanha, embaixadora da República da Guiné-Bissau no Brasil, acredita que uma cooperação entre os países seria muito interessante para todos. “Retornamos ao Ibict para alinhavarmos a nossa parceria com essa instituição e, desta vez, de forma tripartida, porque gostaríamos de incluir a Venezuela e Cuba para uma ação conjunta onde possamos mobilizar os custos dessa ação nos nossos respectivos países”, explicou.

Para a representante da Embaixada da Venezuela, a conselheira Silvia Dorina Clemant, a cooperação internacional traria muitos benefícios na área de ensino e pesquisa. “A possibilidade desse intercâmbio de informações entre a Venezuela e o Brasil, na área de Ciência e Tecnologia, seria muito interessante pela possibilidade de um trabalho conjunto entre nós”, comemorou a conselheira.

Na sequência, foram apresentados o vídeo institucional do Ibict e também uma maquete virtual da Biblioteca Nacional de Brasília, que teve o apoio da Instituição quando da sua criação. Os coordenadores apresentaram  também produtos, serviços e projetos relevantes que estão sendo administrados no momento pelo Instituto.

 

 

Cláudia Mohn
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Créditos da imagem: Daniela Cunha

Data da Notícia: 29/04/2016 12:50