Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

MCTI e GDF estreitam diálogo sobre a gestão da Biblioteca Nacional de Brasília

MCTI e GDF estreitam diálogo sobre a gestão da Biblioteca Nacional de Brasília

Reunião contou com a participação de representantes do Ibict e da RNP, entidades vinculadas ao MCTI, além de autoridades do governo local e do diretor da Biblioteca Nacional de Brasília.

 

Na tarde desta segunda-feira (3), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, recebeu o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. A conversa girou em torno da revitalização e manutenção da Biblioteca Nacional de Brasília. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) é um dos parceiros que mantêm a estrutura, ao lado do Governo do Distrito Federal (GDF), do Ministério da Educação (MEC), do Ministério da Cultura (MinC), do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict/MCTI), da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP/MCTI), entre outros.

A proposta discutida envolve a avaliação das necessidades das atuais instalações da Biblioteca Nacional de Brasília, inaugurada em dezembro de 2008. A partir deste estudo, serão propostas adequações da infraestrutura e de ampliação do espaço atual. Atualmente, três andares do prédio estão disponíveis ao público. O quarto andar segue fechado – ele está programado para receber um acervo de livros e publicações digitalizados.

"Vamos avaliar o que precisa ser feito em relação à reestruturação desse local tão importante para o conjunto da população", disse Rodrigo Rollemberg.

A diretora do Ibict, Cecília Leite, elencou o que precisa ser feito no espaço. Além de adequar o local, ela defendeu a instalação de um espaço voltado para pesquisadores. A ideia é que o Ibict e a RNP possam dar subsídios à Secretaria de Cultura do DF sobre as necessidades do local, por meio de um projeto de pesquisa.

"Precisamos revitalizar o que já está lá e ampliar a estrutura. Colocar o acervo físico de livros e outras mídias, construir a área do quarto andar que ainda não foi feita e um espaço específico para o pesquisador, voltado para ciência e tecnologia", explicou.

Além disso, Cecília destacou a importância de desenvolver atividades de divulgação científica na Biblioteca Nacional de Brasília. "Aquela biblioteca e todo o conceito que lá foi posto é exatamente o escopo do que é o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Por isso, nos sentimos confortáveis nessa empreitada", afirmou.

Também estiveram presentes ao encontro a secretária executiva do MCTI, Emilia Ribeiro; o chefe de gabinete do MCTI, Carlos Azevedo; o diretor da Biblioteca Nacional de Brasília, Antônio Miranda; o secretário de Cultura do DF, Guilherme Reis; o secretário-adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF, Oskar Klingl; o diretor da RNP, Nelson Simões; e o coordenador geral de Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos do Ibict, Arthur Fernando Costa.

Ascom MCTI

Créditos da imagem: Ascom MCTI

Data da Notícia: 04/02/2016 11:30