Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

Especialistas apresentam trabalhos ao Comitê Gestor de Avaliação de Ciclo de Vida durante evento realizado pelo Ibict

Especialistas apresentam trabalhos ao Comitê Gestor de Avaliação de Ciclo de Vida durante evento realizado pelo Ibict

Fórum Internacional de Cooperação em ACV

 

O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) é palco da 5ª edição do Fórum Internacional de Cooperação em Avaliação do Ciclo de Vida, o primeiro realizado no Brasil. O evento, que aconteceu nos dias 14 e 15 de março, em Brasília, faz parte da Semana Internacional de ACV e conta com a participação de profissionais de renome mundial. Participam do evento representantes de diversos países: Alemanha, Chile, EUA, Itália, Japão, Peru, Suécia, entre outros.

Na abertura, a presidente do comitê gestor da Rede Global e diretora do Ibict, Cecília Leite, falou sobre o trabalho que vem sendo realizado pelo Instituto e sobre a importância do tema em nível nacional. “Conseguimos criar o Programa Brasileiro de ACV e lançaremos nesta semana o Banco Nacional de Inventários do Ciclo de Vida do Brasil (SICV Brasil) e a Revista Latino-americana de Avaliação do Ciclo de Vida (LALCA), de acesso aberto e gratuito. Porém, esses avanços têm sido grandes não somente nas questões técnicas, mas também nas políticas. Hoje, esse trabalho tem o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e da iniciativa privada. São nossos parceiros a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Braskem, Boticário, Apex, além de grandes organismos internacionais, aos quais não podemos deixar de fazer um agradecimento, entre eles o PNUMA, que desde o início sempre foi nossa grande incentivadora”, afirmou Cecília.

A oficial do Programa de Produção e Consumo Sustentáveis do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA/Brasil), Marina Bortoletti, falou sobre os desafios na implementação de um serviço que ainda é muito dispendioso para os países. No entanto, a criação de uma plataforma eletrônica global de acesso à informação pode facilitar a redução desses custos. “Essa ferramenta é fundamental para mudarmos padrões de produção e consumo. A partir do entendimento do impacto de cada estágio do processo de produção, da extração até o descarte, por exemplo, podemos inclusive incentivas que novas políticas públicas sejam pensadas”, explicou. Marina disse ainda que a atuação do Ibict tem sido muito forte no cenário nacional. “O Brasil tem demonstrado muito compromisso na condução dessa plataforma, mostrando que a cooperação de vários atores é imprescindível para o alcance do sucesso. O nosso País mostra que é possível inovar e superar todos os desafios”.

O chefe de Divisão de Desenvolvimento e Inovação de Produtos de Informação do Ibict, Tiago Braga, comemora o alto nível do evento. “Os participantes são especialistas e pesquisadores de ACV em nível mundial. O evento possui três abordagens distintas: a parte da nomenclatura, metadados e arquitetura tecnológica”. Durante o encontro estão sendo apresentados os resultados dos trabalhos realizados por esses especialistas e posteriormente serão validados pelo Comitê Gestor.

Cláudia Mohn
Jornalista do Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Créditos da imagem: Francisco Rocha

Data da Notícia: 15/03/2016 11:25