Banner ACVCarinianaOasisbr

Sala de Imprensa

COEP/IBICT comemora fase de bons projetos

 

Dois pesquisadores da Coordenação de Ensino e Pesquisa, Ciência e Tecnologia da Informação (COEP), do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), Gustavo Silva Saldanha e Ricardo  Medeiros Pimenta, foram aprovados como bolsistas de produtividade em pesquisa-2, do CNPq, no período de 2016-2019. Os profissionais atuam como professores do Programa de Pós-Graduação em Ciência da  Informação (PPGCI) do Ibict e UFRJ/ECO. De acordo com a Coordenadora da COEP, Dra. Lena Vania Ribeiro Pinheiro, a aquisição da bolsa de produtividade de pesquisa do CNPq é muito visada pela comunidade científica devido à sua importância. “Existem poucas vagas e somente os projetos relevantes obtêm essa oportunidade. Estamos muito felizes pela conquista dos pesquisadores”.

Gustavo Silva Saldanha foi aprovado com o projeto “Ciência da informação, filosofia da linguagem e filosofia da cultura: da epistemologia histórica informacional ao pensamento linguístico-simbólico nos estudos informacionais”, cujas questões principais estão relacionadas à Epistemologia da Ciência da Informação, Filosofia da Informação, Filosofia da Linguagem, Filosofia da Cultura e  Simbolismo. Já o projeto de Ricardo Medeiros Pimenta, intitulado “Tecnopolíticas da visibilidade informacional: o “ser”, o “ver” e o “saber” na hipermodernidade”, aborda o tema especialmente nos seus aspectos de informação, visibilidade, memória, vigilância, controle e ciberespaço.

A COEP/Ibict comemora ainda a aprovação de dois projetos pela Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ). Entre eles, o  “Museu Virtual de Instrumentos Musicais: espaço de convergência de acervos e conhecimento”, coordenado por Adriana Olinto  Ballesté, também da COEP. Além do Ibict, o projeto conta com a participação de pesquisadores associados de diversas instituições como a  Universidade Federal Fluminense (UFF), Museu Villa Lobos, Instituto Moreira Salles, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Colégio Pedro II, CAP-UFRJ e bolsistas da FAPERJ.

O segundo projeto, coordenado pela pesquisadora Gilda Olinto, tem por tema “Diferenças de gênero na opção por ciência e tecnologia: permanências e mudanças na escola básica”. O campo de estudos é o Colégio Pedro II, com o qual o Ibict assinou convênio de cooperação em atividades de pesquisa. O projeto conta com a participação de pesquisadores de  instituições como a UFRJ/ Laboratório de Metrias em C&T, Curso de Biblioteconomia e Gestão da informação da UFRJ, Colégio Pedro II e IBGE/Escola Nacional de Ciências Estatísticas, além de alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) do Ibict e UFRJ/ECO.

 

Cláudia Mohn
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Data da Notícia: 19/02/2016 09:25