Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

Pós-graduação do Convênio UFRJ/IBICT obtém crescimento em ranking

 

A Avaliação Trienal 2013, referente ao período de 2010 a 2012, foi divulgada nessa terça (10), na sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em Brasília. De acordo com a avaliação, o Sistema Nacional de Pós-Graduação obteve crescimento de aproximadamente 23% no último triênio. O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, desenvolvido em convênio entre o IBICT e a Escola de Comunicação da UFRJ, aumentou seu conceito nesta última avaliação, relativa aos anos de 2010 a 2012, estando agora entre os quatro PPGCIs melhor avaliados do país. Sendo 7 a nota máxima, o PPGCI-IBICT/UFRJ obteve a nota 5.

Para Sarita Albagli, coordenadora do Programa de Pós-graduação durante o período da avaliação trienal, o esforço agora não é apenas consolidar essa posição, mas também construir o caminho para as notas 6 e 7. “A principal exigência para alcançar esse objetivo é elevar a qualidade da produção científica e internacionalização do programa”, explicou.

Segundo Sarita, a expectativa da equipe era muito grande com o resultado dessa avaliação. “O Programa teve sua nota de avaliação elevada e nós retornamos à colocação que historicamente já tínhamos, ou seja, voltamos a ser nota 5. Consideramos que temos um corpo docente de alta qualificação, vários pesquisadores de produtividade do CNPq, pesquisadores seniores e novos pesquisadores que estão chegando. Temos também um corpo discente de muita qualidade no Brasil todo formado tanto por jovens saídos da universidade até pessoas que estão colocadas em grandes empresas que fazem curso conosco”, ressaltou a pesquisadora.

Ao todo, foram analisados 3.337 programas de pós-graduação, que compreendem 5.082 cursos, sendo 2.893 de mestrado, 1.792 de doutorado e 397 de mestrado profissional.  O crescimento da pós-graduação brasileira pode ser percebido em outros indicadores, como a produção intelectual e o número de mestres e doutores titulados. Dados de produção intelectual apontam um aumento de 34% na publicação de artigos em periódicos científicos (171.969, em 2012) e o número de estudantes que obtiveram título de mestre ou doutor saltou de 50.411, em 2010, para 60.910, em 2012.

 

Cláudia Mohn
Núcleo de Comunicação Social
Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Fonte: Portal Capes

Data da Notícia: 12/12/2013 12:45