Banner ACVCarinianaOasisbr

Sala de Imprensa

CanalCiência e Biblioteca Comunitária Maria das Neves Prado juntos na popularização da C&T no semiárido da Bahia

No Brasil, imenso territorialmente e diverso culturalmente a Internet ainda constitui uma ferramenta elitista em muitas regiões. Para garantir que a informação alcance cidadãos e seja extensiva aos pontos mais recônditos do País e não apenas às grandes cidades, as bibliotecas comunitárias cumprem papel essencial: o de disponibilizar espaços onde a comunidade possa acessar informações de que necessita, trocar idéias e discutir problemas.

Em novembro, a convite do pesquisador e professor do IBICT no Rio de Janeiro, Geraldo Moreira Prado, o portal CanalCiência participou de atividades educacionais e presenciais promovidas pela Biblioteca Comunitária Maria das Neves Prado. Esta biblioteca, constituída como OSCIP tem sido considerada a maior biblioteca rural do mundo, e está localizada no Povoado de São José do Paiaiá, no município de Nova Soure distante a 246km de Salvador (BA).

Biblioteca Comunitária Maria das Neves Prado Biblioteca Comunitária Maria das Neves Prado

Essas atividades fizeram parte da III Semana Nacional de Popularização da Ciência e Tecnologia de Nova Soure organizada pela OSCIP, com o apoio do Prof. Geraldo Prado e do IBICT, ocorreram em data posterior, mas sintonizadas com os objetivos da VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia realizada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Duas escolas públicas, uma estadual e outra municipal, respectivamente, a Escola Estadual Professora Maria de Lourdes Ferreira da Silva e o Centro Educacional Profa. Maria Ferreira da Silva participaram ativamente das Oficinas do CanalCiência, intituladas “Internet: desafios e estratégias no uso da informação em C&T nas bibliotecas do semiárido baiano”, que atenderam a 286 alunos e 20 professores.

Tendo como premissa de que, no País, o crescente aumento dos veículos de comunicação na Internet impôs grandes desafios à Educação, as Oficinas nas escolas fazem uso de textos de divulgação científica, complementados com exercícios de competência informacional, a fim de tratar a questão da busca e do correto e ético uso das informações disponíveis na Rede. Em outras palavras, as Oficinas levam as atividades de pesquisas em ciência e tecnologia ao conhecimento da sociedade e orientam para utilização crítico-reflexiva da informação.

Na ocasião, Márcia Rocha do CanalCiência ratificou que “as novas tecnologias de comunicação e informação, quando usadas em ambiente escolar, têm que servir como um elemento integrador”, e despertar nos alunos o gosto pela leitura, simultaneamente em que o instrui para a navegação na Internet. Assim, o CanalCiência marcou presença em outras atividades organizadas pela Biblioteca de Paiaiá como o jogral sobre ciência popular e erudita apresentado por crianças da comunidade, a palestra “Carlos Chagas e a Ciência no Brasil” proferida pelo Prof. Geraldo Prado, e o lançamento do livro "Desafios do impresso ao digital: questões contemporâneas de informação e conhecimento", publicado recentemente pelo IBICTe UNESCO.

Data da Notícia: 14/12/2009 14:58