Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

Missão Técnica de Moçambique conhece produtos e serviços do Ibict

Técnicos do Centro de Documentação e Informação Agrária, do Ministério da Agricultura, e do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) visitaram, nesta sexta-feira (02/12), em Brasília, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), órgão vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). A visita fez parte de um programa de treinamentos em documentação e informação em instituições de pesquisa e desenvolvimento em agropecuária e em gestão de base de dados, portais, produtos e serviços de informação em ambiente web no setor agrário. Durante esta semana, o grupo percorreu a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Universidade de Brasília (UnB), o Centro Universitário de Brasília (Ceub) e o Ibict.

Os técnicos Elvira Timba, João Maivio Tsandzana e Mariamo José, do Ministério da Agricultura de Moçambique, e Guillerme Mussane, Jone Mirasse e Jorge Rafael Francisco, do Instituto de Investigação Agrária daquele país, foram recebidos pelo diretor do Ibict, Emir Suaiden, e pelo chefe da Assessoria de Cooperação Técnica, Paulo Siqueira. Na reunião, que durou cerca de uma hora, foram apresentados ao grupo moçambicano os produtos e serviços mantidos pelo Instituto na área de registro e disseminação de informação em ciência e tecnologia, com ênfase na editoração, na edição digital de periódicos e na popularização da ciência.

"Na sociedade brasileira, 80% da população fazem parte do grupo de excluídos sociais. São os analfabetos, os desnutridos, os desempregados, e é por isso que estamos trabalhando firmemente em políticas e metodologias de inclusão digital para a inclusão social", disse Emir Suaiden. Ele também deu as boas-vindas ao grupo e manifestou o desejo de que a visita possa frutificar parcerias entre o Instituto Brasileiro e o governo moçambicano.

Elvira Timba, diretora do Centro de Informação e Documentação Agrário do Ministério da Agricultura de Moçambique, explicou que o roteiro de visitas aos órgãos brasileiros busca conhecer o know-how e as ferramentas usadas para a disseminação da informação técnica e científica à população. "Queremos maximizar a informação produzida em nosso país, tanto no sentido de disponibilizar informações para o setor da pesquisa, quanto para disseminar estes dados para os agricultores", revelou ela. Em relação ao Ibict, a diretora anunciou que a visita foi muito produtiva, pois serviu para "colher experiências e idéias" a serem levadas a Moçambique.

Data da Notícia: 05/12/2005 14:54