Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Sala de Imprensa

Ibict discute implementação do Plano Estratégico 2004/2007

O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), órgão vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), recebeu, segunda-feira (22/10), a visita do coordenador-geral das Unidades de Pesquisa do MCT, Carlos Oití Berbert, que estava acompanhado da equipe de consultores responsáveis pela implantação do planejamento estratégico no sistema MCT.

Pela primeira vez, um projeto de tamanha envergadura é proposto com a liderança do MCT. Antes disso, as iniciativas de planejamento estratégico eram tomadas isoladamente em cada unidade de pesquisa, ou seja, não havia sintonia entre as as unidades e o MCT.

O planejamento estratégico apresentado no Ibict para os coordenadores de produtos e serviços revela a intenção de o MCT adotar uma megaoperação, conduzida por uma força-tarefa de especialistas, que deverá ser implementada em todo o sistema MCT entre os anos de 2004/2007.

O Ministério objetiva, com essa consultoria, internalizar em seus institutos o Plano Estratégico (2004-2007), informar seus dirigentes e orientá-los para o planejamento e gestão estratrégica em suas organizações, capacitar equipes técnicas para coordenar um processo de gestão participativa em suas organizações e elaborar produtos e eventos para motivação e capacitação de seus funcionários.

A equipe de consultores, composta por quatro membros, é coordenada por Antônio de Castro, Ph. D. pela University of Reading (Inglaterra) em análises de sistemas agrícolas, pesquisador sênior da Embrapa e professor associado da Universidade de Brasília (UnB), onde ministra disciplinas no mestrado em Agronegócio e Administração. Castro participou da coordenação da equipe responsável pela implementação do Sistema Embrapa de Planejamento (SEP) e do Sistema de Informação Gerencial da empresa.

Os outros consultores são Suzana Lima, Ph.D. em sociologia das Organizações pela Universidade de Wisconsin-Madison (EUA), pesquisadora da Embrapa e professora da UnB, Jairo Borges, Ph.D. em Sistemas Instrucionais pela Florida State University (EUA) e professor da UnB; e José de Souza Silva, Ph.D. em sociologia da ciência e tecnologia, pela Michigan State University, e pesquisador do Instituto Internacional de Pesquisa sobre Políticas Alimentares (IFPRI), com sede em Washington (EUA).

Para o coordenador-geral das Unidades de Pesquisa, Carlos Oití Berbert, “a instituição que se engajar será mais beneficiada política e economicamente, e aquelas instituições que não se integrarem no processo ficarão à margem no contexto do MCT”.

Assessoria de Comunicação Social
Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnogia (IBICT)

Data da Notícia: 25/11/2004 11:29